sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

AS MÃOS QUE ME GUIAM

sabia desde o inicio que nada iria ser fácil,
hoje sinto-me como um barco a deriva,
sem destino ou direcção,meu braços ,
estao cansados,mas nunca irei baixa-los,
porque,a minha vida depende delas,
para lutar ..
erguer pilares construir muros,
que abrigue meus filhos deste inverno
infernal,
quando vim para o Porto,
tudo foi muito rápido,emprego
um quarto e escola,para meus filhos
sabia que na minha caminhada
não iria ser tarefa fácil, que muitos becos ,
iria atravessar ,por isso meço bem os meus ,
passos, mas sei que chegara o dia,
em que os meus pés ja não terão tantas
forças,e e se ferirão na minha caminhada,
mas seguirei firme, ignorarei a minha dor,
e firme vou erguer os meus pés
mesmo sabendo que as farpas ,entranhem
na minha carne os espinhos encravem na minha pele
não desistirei de lutar,
a vida tem me dado caminhos talvez eu siga
o errado e tenha ignorado o certo
ironia do destino? mas que destino,o meu
são muitos os momentos,que o meu corpo
fraque-ja,e a tristeza me,consome,
e meu coração aperta de desespero,
e lentamente sinto,no meu rosto
o calor de uma lágrima quente ,
e por traz desta muitas mais vem
ate a tristeza a transforma-la em um pranto
incontrolável...,
não, haverá noites que divague sobre a minha vida
mas quando me levanto estou pronta a enfrenta-la
venha o que vier,tentarei sempre resolver
não esta a ser fácil nada fácil mesmo
penso no que aconteceu ,tento explicar-me,
ou entender apenas e chamo-me a razão,
para não fraquejar,olho os meus filhos,
e sinto que um pedaço do ceu me cobre de forças,
trazendo-me novas energias porque se hoje estou aqui ,
sei por qual a razão voces meus filhos são a subtileza,
da minha alegria mesmo que por vezes não as tenha
são o meu olhar mesmo que as vezes me sinta cega
são o meu pilar,mesmo que por vezes pense
que é impossível de ergue-la
voces meus filhos são o meu motivo de viver
mesmo sabendo que nunca vos poderei
dar uma vida correctamente digna,
que todas as crianças merecem
SENHOR
que eu não me deixe dominar,
pela desorientação,
AJUDE-ME
a entender o sentido do sofrimento
que me nivela,que me iguala
mas que nunca permitirei
que me derrube
autora
@nita Sereno
queridos leitores hoje
não expus a minha vida
ao pormenor do que estou
a passar
na realidade mas ao lerem
esse texto
sei que vocês,meus queridos
amigos irão entender ,que
a muito para
caminhar a muito que
batalhar
e que cada vez as coisas
estão mais
dolorosas do que nunca
sinto que agora me encontro
numa corda bamba a espera
que parta a qualquer momento
beijos carinhosos voltarei sempre que possível
obrigada pelo carinho



7 comentários:

Janinha disse...

Td mto lindo aki...
Passa lá no meu blog as x tbm...
Lindas suas palavras realistas mais lindas ameii.

Nilce disse...

Oi Anita

Tudo há de passar, tudo há de melhorar e voltar ao normal.
Não há mal que sempre dure, minha amiga, não perca a fé e por teus filhos continue a caminhada.
Estarei sempre aqui.

Bjs no coração!

Nilce

Mgomes - Santa Cruz disse...

Eterna Flor: Sei que sofres, mas tenho a certeza que tudo isto vai passar força linda flor não desanimes, coragem segue sem enfrente de cabeça erguida Deus há-de dar-te forças e melhorar a tua vida, não te esqueças tem fé em Deus.
Beijinhos doces no teu coração
Santa Cruz

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Anita
A dor será superada porque galgada com ardor...
Bjs de Domingo cheios de paz.

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

Amiga eu adorei o seu blog...serei sua seguidora e deixarei ele entre os meus favoritos...ahhh!!o post é belíssimoooo!!!vc.escreve muitoooo...!!!levarei seus selinhos...e deixarei eles linkados ao seu blog...beijos queridaaa!!

Sebastiano Landro disse...

felicitaciones por el post y un saludo!

Amapola disse...

Querida amiga Anita.

Que tristeza menina... Imaginei a sua situação que parece sem norte.
Mas como você disse... Você é forte!

Que a luz divina lhe mostre o caminho. Que Deus proteja você e seus filhos, eles são a prioridade de uma mãe amorosa igual a você.

Um grande abraço pra vocês todos.

"AGNUS DEI"

Maria Auxiliadora (Amapola)